Placa que indica lombada está coberta pela vegetação. Foto: José Luiz Heleodoro / Especial

Placa que indica lombada está coberta pela vegetação.
Foto: José Luiz Heleodoro / Especial

Quem passa atualmente pela Rodovia do Arroz, SC-108, precisa imaginar o que consta nas placas de sinalização dos primeiros quilômetros da estrada, nas proximidades do bairro Avaí, em Guaramirim.

O mato alto impede a visualização de boa parte das placas, inclusive a que indica uma lombada, cuja pintura apagada também dificulta a visualização.

—Escutamos os carros e caminhões chegando perto, freando e então o barulhão, pois não dá tempo de parar—, conta o morador do bairro Avaí, Cristiano Rosa, que mora próximo à rodovia.

Outra moradora já viu um motociclista cair do veículo após o encontro inesperado com a lombada. A situação persiste por semanas: a falta de manutenção e o crescimento mais rápida das plantas no verão formam a combinação que resulta nas placas tapadas.

Apesar de bem sinalizados, os 27 quilômetros que dividem a BR-280 da BR-101 contam com mais de um ponto de preocupação. Já no município de Joinville, um trecho de curvas da Rodovia do Arroz foi invadido pelo mato, fazendo com que os veículos entrem alguns centímetros na pista contrária para evitar o matagal.

O representante comercial João Vitor Rodrigues de Oliveira confirma: ele precisa desviar do mato em alguns trechos. Utilizando a rodovia com frequência, ele afirma que a sinalização está boa, porém o mato alto atrapalha a viagem, especialmente para quem não conhece a região.

—Está atrapalhando bastante, a gente passa por aqui toda semana—, contou outro motorista que abastecia em um posto da região.

O secretário da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), Lio Tironi, informou que a roçada de margens das rodovias de abrangência da SDR começaram na última segunda-feira.

O trabalho começou pela SC-108 e ainda será feito na SC-110 e na SC-415. A expectativa é que todas as rodovias estejam limpas em cerca de dez dias. Na Rodovia do Arroz, será limpo o trecho até a divisa com Joinville.

via @DC