Nosso aluno Luiz Fernando Wolf (o Nene) mostra que não existe idade para mudar de vida. Aos 52 anos, o economista participou do Mountain Do Costão do Santinho, em Florianópolis, onde correu 42km de uma trilha cercada por Mata Atlântica preservada pela primeira vez, dando uma verdadeira lição de superação!

Fizemos uma pequena entrevista para saber o que o motiva e qual a sua preparação para conquistar cada vez mais medalhas nas corridas de rua. Confira:

Há quanto tempo você é aluno do Estação e por que sentiu necessidade de começar uma atividade física?
Nene: Comecei a correr em agosto de 2010, em Curitiba, numa etapa do circuito Adidas. Foram os primeiros 5km e aí não parei mais! Em março de 2011 eu fiz minha primeira meia maratona em Floripa e aí faltou orientação. Na sequência eu comecei a treinar no Estação.

Quais benefícios essa mudança trouxe para sua vida?
Nene: Correr é uma pratica esportiva que exige muita disciplina e determinação. Os benefícios são inúmeros, porque o treinador sabe quando cada aluno pode fazer tal atividade, tanto que eu já queria ter feito uma maratona ano passado e fui aconselhado a não fazer. Eu sempre escutava: – “Você não esta preparado”. Dava vontade de mandar para a pqp, rs… Mas você tem que respeitar a palavra de quem é especialista. Todo corredor pensa que já está preparado, e algumas vezes está mesmo, só que aí surgem as lesões para aqueles que não respeitam os treinamentos.

Há quanto tempo você estava se preparando para essa prova? Qual é a sua preparação?
Nene: Nos começamos a trabalhar esse projeto ano passado, em Urubici (no Desafrio), falando: – “Ano que vem, 52 anos e 52km… Pensei: – “Ai, caraka!”, olhei para o professor Alexandre e perguntei: -“ E aí?”. Foi quando ele respondeu: – “Até lá você estará bem preparado!” Como todo planejamento, era necessário ter um plano B em mente. Por isso, optamos por correr a maratona do Montain Do Costão do Santinho, uma semana depois da maratona de Urubici, por conta de um compromisso inadiável. E deu certo!

E a alimentação, tem algum cuidado especial ou alguma dica para quem está começando?
Nene: Sempre se alimentar de maneira saudável, e no dia da prova não alterar a rotina. A única ressalva que eu faço é com relação a hidratação, que deve começar um dia antes. É preciso beber muita água desde um dia antes da competição.

O que mais te motiva a continuar malhando e participando das competições?
Nene: A qualidade de vida que a corrida em especial proporciona.

Tem algum atleta ou pessoa em que você se inspire? Qual e por quê?
Nene: Todas as pessoas que participam me inspiram, principalmente as que têm mais idade, e eu adoro ver as pessoas alegres se superando… O desafio somos nos que criamos, nós que nos superamos a cada dia, independente de chegar em primeiro ou último lugar.

Qual recado você daria pra galera que pensa em desistir ou que não tem tanta determinação para começar?
Nene: Eu sempre estou incentivando todos com interesse em começar, aliás, não só eu, mas todas as pessoas envolvidas com corridas são incentivadoras. Deixe a preguiça de lado. A chuva passou a ser uma delícia, a dor já foi embora, rs. Vamos correr, independente da idade. Bora, galera! E o mais importante: Arrume um treinador!

Curta a fanpage do Estação para mais dicas e novidades: